Exposição resgata mobilização da UFG durante a pandemia

Exposição resgata mobilização da UFG durante a pandemia

Mostra foi aberta sábado (27/8) no CCUFG e revela abrangência da atuação da Universidade

Texto: Versanna Carvalho

Fotos: Carlos Siqueira 

O resgate de uma parte da intensa mobilização que a Universidade Federal de Goiás (UFG) fez a partir do primeiro ano de combate à covid-19 foi reunido em forma de depoimentos registrados em vídeos. Foram ouvidos os coordenadores de projetos nascidos especificamente para apoiar os profissionais de saúde e a população em geral ainda nos primeiros meses da pandemia. Naquele período tudo era muito recente, não havia vacinas, o acesso a testes era difícil e faltaram inclusive equipamentos de proteção individual (EPIs) importados da China. O resultado desta iniciativa de cultivar a memória da UFG sobre a pandemia pode ser conferido na mostra "UFG na luta contra a covid-19", em cartaz no Centro Cultural UFG desde sábado (27/8). Confira o álbum de fotos do evento.

Já no início da pandemia, a gestão da UFG se preocupou em desenvolver projetos de combate à covid-19. Houve também o cuidado de divulgá-los para a sociedade como uma forma de mostrar que a Universidade é múltipla e pode atuar em várias frentes mesmo diante de uma crise sanitária global. É dessa época também a ideia de reunir e homenagear tanto as pessoas da comunidade universitária que morreram em decorrência do novo coronavírus, como também aos envolvidos nos projetos de enfrentamento à pandemia da Instituição.

A exposição "UFG na luta contra a covid-19" é uma dessas iniciativas e a ideia de desenvolvê-la nasceu no curso de Museologia, da Faculdade de Ciências Sociais (FCS) da UFG, sob a coordenação do docente Pablo Fabião Lisboa, que é um dos curadores da mostra. A também curadora, pró-reitora de Extensão e Cultura (Proec), Luana Cássia Miranda Ribeiro, conta que o Pablo teve a ideia de junto com os seus alunos fazer a curadoria (recorte) de alguns projetos da Universidade no decorrer da pandemia.

O recorte feito entre as várias ações conduzidas na UFG desde março de 2020 engloba a campanha de inclusão digital UFG ID; a atuação do Hospital das Clínicas UFG; controle de qualidade do álcool em gel; teste rápido de covid-19; produção de equipamentos de proteção individual (EPI); Projeto Pneuma e Projeto Tenda Triagem Covid-19.     

Processo

O objetivo da atividade era fazer com os estudantes pudessem trabalhar todo o processo que envolve a realização de uma exposição. Durante o primeiro semestre letivo de 2022, eles participaram de reuniões, viram a sala do CCUFG e pensaram toda a exposição. "Estamos começando a contar essa história [da atuação da UFG na pandemia e de como a pandemia impactou a Universidade]. Nesse momento de abertura da mostra, abrimos esse primeiro recorte de sete grandes projetos que tivemos no decorrer da pandemia e em diversas áreas do conhecimento. Eles envolveram da engenharia às artes visuais, passando pelas áreas clássicas da saúde", relata Luana.

UFG-contra-covid_27-8-22 (1)
Pablo Lisboa, a diretora do CCUFG, Maria Tereza Gomes, e Luana Ribeiro

 

Apesar de a exposição ficar em cartaz até 13 de setembro de 2022, ela foi pensada para ser volante. "Ela [a mostra] conta muito do legado da Universidade", observa a pró-reitora. Além da temporada no CCUFG, já está programada uma versão virtual, com tour 360º, que vai ser apresentada no próximo sábado (3/9), durante a realização do Curta o Câmpus Comunicação, na Rádio Universitária UFG. 

Status

O curador da mostra, Pablo Lisboa, comenta que "uma exposição curricular que poderia ter tido um menor impacto, mas ganhou status institucional por ser algo que representa toda UFG". Segundo Pablo, isso ocorreu devido ao apoio recebido da alta gestão da Instituição. 

Depois de ser desmontada em setembro, a "UFG na luta contra a covid-19" voltará a ser exposta durante a realização do 19º Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão (Conpeex 2022) - ”Bicentenário da Independência: 200 anos de ciência, tecnologia e inovação no Brasil”, de 22 a 25 de novembro, Centro de Cultura e Eventos Professor Ricardo Freua Bufáiçal, no Câmpus Samambaia da UFG. 

Solenidade de abertura evidencia contribuições da UFG para a sociedade

O lançamento da "UFG na luta contra a covid-19" foi marcado por uma solenidade, que contou com a participação de docentes, estudantes, familiares, diretores de unidade acadêmica, secretários, pró-reitores, além do vice-reitor, Jesiel Freitas Carvalho, e da reitora, Angelita Pereira de Lima. 

"A Universidade Federal de Goiás lutou tanto para preservar e salvar vidas, mas  também no desenvolvimento de uma outra Universidade com uma capacidade solidária (além da sua capacidade científica e criatividade) nunca vista antes", comenta a reitora.

Na opinião de Angelita, todo o impacto da covid-19, que matou tantas pessoas, ainda não foi cicatrizado. "O projeto Evocar, em memória das vítimas da pandemia, iniciado na gestão passada, está sendo retomado", conta. O projeto prevê um site e a realização do edital de um memorial. "Nós queremos um memorial da covid na UFG que seja replicável em todos os cantos da Universidade e não em um único espaço", antecipa.  

Histórico

Pablo Lisboa menciona que a mostra é um ato político. "O registro histórico de uma Instituição que vem sendo [constantemente] atacada por alguns setores". O curador ressalta ainda que a pandemia não acabou. "Devemos permanecer alertas". Ele arremata dizendo que "essa exposição toma contornos de campanha ao declarar, como vocês verão nos vídeos, que 'continuamos na luta contra a covid-19'".   

UFG-contra-covid_27-8-22 (1)
Pablo Lisboa, Jesiel Freitas e Angelita Pereira: apoio da gestão amplificou projeto da graduação

 

Para Luana Ribeiro, as sete ações iniciadas quando o mundo inteiro passava por um momento muito ruim, mostra o potencial da UFG e o quanto a Universidade saiu maior da fase crítica da pandemia, apesar de também ser afetada por ela. "Isso aconteceu porque aprendemos e utilizamos a oportunidade [que se apresentou], o que nem todo mundo fez". 

Seguro, rápido e barato

O professor da Escola de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação (EMC), Sigeo Kitatani Júnior, é um dos entrevistados para a mostra. Ele juntamente com o docente da mesma unidade acadêmica, Rodrigo Pinto Lemos, desenvolveram e coordenaram o Projeto Pneuma, que tinha dois objetivos: construir um protótipo de ventilador mecânico, seguro, barato e de forma rápida; e o reparo de equipamentos em desuso.

Ele lembra que nunca havia trabalhado com ventiladores pulmonares. "Os recursos não eram muitos, mas utilizamos de inteligência e criatividade para providenciar ventiladores mecânicos. É claro que não foi o suficiente para evitar tantas mortes [quase 700 mil no Brasil e mais de 6 milhões no mundo], mas contribuímos para evitar que muitas vidas fossem perdidas", diz Sigeo.

Potencialidade e capacidade

No início da pandemia, a atual diretora do Instituto Verbena, Claci Fátima Weirich Rosso, era diretora da Faculdade de Enfermagem (FEN), e coordenou o projeto Tenda Triagem Covid-19, que fazia a triagem, diagnóstico e acompanhamento por telemonitoramento de casos suspeitos de covid-19. 

"No início ficamos meio imobilizados, mas isso não durou muito tempo. Rapidamente percebemos a nossa potencialidade e capacidade de reação e não tínhamos outra coisa a fazer que não irmos à luta, enfrentar a pandemia e fazer tudo o que podíamos para salvar vidas e evitar ainda mais mortes", recorda Claci que menciona também que o projeto que coordenou foi desenvolvido em tempo recorde.

A diretora reforça que a luta contra a covid continua. "Ficou para a Faculdade de Enfermagem um presente muito grande. Montamos a sala de vacinas para vacinar inicialmente contra covid. Hoje é uma sala permanente vinculada à Secretaria de Saúde do município, que vacina todos os dias e vai continuar na Universidade", comemora.

Contribuições

A Reitoria, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), Secretaria de Infraestrutura da UFG (Seinfra), Digital Lab, Reitoria Digital, Secretaria de Comunicação da UFG (Secom), Centro Cultural da UFG (CCUFG), Sindicato dos Docentes da Universidades Federais de Goiás (Adufg), Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás (Sintifesgo), Centro de Educação Técnico e Tecnológico (Cett) da UFG e Centro de Cultura e Eventos Professor Ricardo Freua Bufáiçal estão entre os órgãos e entidades que contribuíram para a realização da exposição.

Luana Ribeiro destaca que o Centro Cultural UFG está aberto para diversas ações. "Nós temos trazido diversos projetos de extensão com a perspectiva cultural. Neste momento estamos com uma exposição na sala de exposições da FAV [Faculdade de Artes Visuais], essa sobre a pandemia, que é da FCS, além de toda a programação do teatro", enumera.

Serviço

Exposição "UFG na luta contra a covid-19"

Período em exibição: de 27/8 a 13/9 de 2022

Horário: de 9h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira

Local: Centro Cultural UFG

Endereço: Av. Universitária, quadra 71, nº 1.533 - Setor Leste Universitário, Goiânia - GO, CEP: 74.605-220

 

Saiba mais

Depois de um ano, UFG se mantém ativa no combate à pandemia (17/2/21)

UFG desenvolve procedimento de análise da qualidade do álcool gel 70% (19/7/21)

Doe para a campanha de inclusão digital UFGID (5/8/20)

Trabalhadores da saúde serão acompanhados pela UFG por agendamento (19/5/21)

Projeto Pneuma entrega ventiladores mecânicos à Secretaria Estadual de Saúde (12/5/20)

UFG prepara protótipo de ventilador mecânico para enfrentar a covid-19 (17/4/2020)

Novo HC pode ser usado para tratar pessoas com covid-19 (24/3/20)

 

Notícias sobre a UFG e o combate ao coronavírus

O Portal UFG tem uma página com notícias sobre os projetos e ações de enfrentamento à covid-19 intitulada "Coronavírus: a UFG está de olho - Previna-se". Para acessá-la clique aqui ou, se preferir vá ao Portal UFG (https://www.ufg.br/) e clique no banner com o mesmo título da página.

Fonte: https://www.ufg.br/n/159338-exposicao-resgata-mobilizacao-da-ufg-durante-a-pandemia

Categorias: Notícias