mpt go

Pesquisa da UFG de testes para Covid-19 recebe R$ 300 mil do MPT GO

Recurso será destinado pelo Ministério Público do Trabalho e pela Justiça do Trabalho em Goiás

(Informações do MPT Goiás e Secom UFG)

O Ministério Público do Trabalho em Goiás (MPT-GO) e a Justiça do Trabalho destinaram R$ 300 mil à Universidade Federal de Goiás para que um estudo sobre testes de identificação do novo coronavírus seja finalizado e, em seguida, uma produção em larga escala seja iniciada. A transferência dos recursos foi autorizada hoje (23/06) pela Vara do Trabalho de Anápolis.

A pesquisa financiada é o teste desenvolvido pelo Grupo de Pesquisa de Biomicrofluidica do Instituto de Química e do Laboratório de Genética Molecular e Citogenética do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás. O novo teste baseia-se no diagnóstico molecular - que é mais rápido, específico, sensível e barato, além de ser capaz de detectar a presença da COVID-19 já no primeiro dia de sintoma. Um dos testes mais utilizados atualmente, o RT-PCR, que busca material genético do vírus em células humanas, necessita de mão de obra específica e insumos laboratoriais importados - que estão em falta ou têm custo bastante elevado, já que há uma enorme demanda mundial por esses itens. (Veja aqui a matéria completa produzida pelo Jornal UFG sobre a pesquisa)

“Sabemos que a testagem em massa é um dos principais meios para obter informações sobre a curva de contaminação pelo novo coronavírus e, assim, elaborar estratégias para achatá-la. Quando tivermos esses novos testes disponíveis, daremos um grande passo no combate à pandemia em nosso Estado, pois quanto mais testarmos, mais rapidamente poderemos voltar com segurança às atividades, inclusive as econômicas”, explica o procurador do Trabalho Meicivan Lima, responsável pela destinação à UFG.

Fonte: MPT Goiás e SECOM/UFG

Categorias: Notícias